​VIDA ASSOCIATIVA | 15.º Congresso dos Arquitectos vai decorrer de 25 a 27 de Outubro em Lagoa

— 23.08.2018


Afirmar a Arquitectura na sociedade é demonstrar o seu papel qualificador na preservação e na construção do Património, no desenvolvimento económico, social e da inovação na sociedade. Este é o mote do 15.º Congresso dos Arquitectos que se realizará no Pavilhão do Arade, em Lagoa (Algarve), de 25 a 27 de Outubro de 2018, sob o tema O Património Arquitectónico e Paisagístico.

O 15.º Congresso dos Arquitectos propõe diferentes formas de participação, incentivando o debate em torno do tema e subtemas. Tem como objectivo alargar este mesmo debate ao maior número de arquitectos, envolvendo todos os interessados que pretendam intervir e contribuir activamente para a reflexão. Os trabalhos estão estruturados de acordo com os seguintes subtemas:

1. Ordenamento e Valorização do Território

2. Reabilitação do Património Arquitectónico e Paisagístico

3. Prática profissional dos Arquitectos.

Modos de participação

O 15.º Congresso apresenta uma subdivisão em três formas de participação, que terão momentos próprios previstos no Programa do Congresso, salvaguardando-se os necessários ajustes decorrentes do nível de participação dos membros, sendo estes:

— A | Moção, recomendação, comunicação

Mantém a orgânica de apresentação de moções de orientação, recomendações e comunicações, no quadro das Normas de Orientação e Funcionamento do Congresso.

— B | Debate temático

Tem na base a constituição de um grupo de trabalho, auto-proposto, responsável pela elaboração de um documento enquadrado no âmbito temático do Congresso que terá divulgação prévia ao evento no website e será apresentado numa mesa-redonda.

A mesa-redonda contará com um arquitecto convidado para a análise crítica do documento e outros membros do grupo. O debate dará origem a um documento final que poderá, caso o grupo o pretenda, ser apresentado dentro de um dos modelos previstos em A e será sempre divulgado no website.

— C | Debate transversal

É uma demonstração da capacidade de interacção dos arquitectos com as necessidades de desenvolvimento da sociedade. Tem na base a constituição de um grupo de trabalho que poderá dinamizar uma mesa-redonda em torno de um tópico transversal, que envolva diversas entidades ou profissões ligadas de alguma forma aos arquitectos.

O grupo de trabalho, que poderá contar com a participação de não-arquitectos, como convidados na mesa-redonda e na assistência, será responsável pela redacção do documento final, que poderá caso o grupo o pretenda, ser apresentado enquanto recomendação ao Congresso e será sempre divulgado posteriormente no website do Congresso dos Arquitectos.

Mais informações e inscrições aqui